O que ter em conta ao visitar a Tunisia durante o Ramadão | TUNÍSIA

A Tunisia é um pais de população maioritariamente muçulmana, com o Ramadão a ter um enorme impacto no dia a dia das suas cidades devido a todos aqueles que o praticam. Para o viajante menos prevenido terá também impacto, pelo que deixo algumas notas do que ter em conta se se visitar o país nesta altura.

Próximas datas do Ramadão:

  • 2018: 16 de Maio a 14 de Junho
  • 2019: 6 de Maio a 4 de Junho
  • 2020: 24 de Abril a 23 de Maio

Com o jejum do Ramadão a ser praticado entre o nascer e o pôr do sol, à medida que o dia vai progredindo vai-se vendo cada vez menos pessoas na rua, culpa de um misto de cansaço e falta de energia por não comer nem beber nada desde o antes do início do dia. De manhã, logo depois de o sol nascer, a azafama é grande nos mercados. Em contrapartida, entre as 19 e as 20 horas não há ninguém na rua, pois ou está tudo em casa a jantar, ou nos restaurantes/cantinas a aproveitar os “menus Ramadão”.

Durante o dia é normal ver pessoas a dormir na relva, no chão, etc., com os Tunisinos a levarem uma vida muito pacata nesta altura do dia. A partir das 21h no entanto, começa tudo a sair para a rua para aproveitar as festas que se fazem (em Tunis a Avenida Bourguiba era o epicentro do espetáculo) ou a ir para os cafés beber chá de menta e fumar chicha.

Resumidamente, existem prós e contras para quem visita a Tunisia na época do Ramadão.

Prós
  • Muita animação na rua depois de o sol se pôr, grandes festas nos pontos principais das cidades, com a Av. Bourguiba de Tunis a ser fechada ao trânsito para dar lugar à festa. Medinas das cidades ao rubro, com vendedores em cada canto. Mercados de rua (souks) espalhados por toda a Tunis, com especial atenção para a zona envolvente da Place de Barcelone.
  • Os restaurantes têm menus especiais dedicados à época, com enormes manjares a serem servidos ao jantar incluídos de entrada, sopa, prato principal, sobremesa e bebida, tudo por um punhado de dinars (9 TND para ser mais preciso). É uma excelente oportunidade para experimentar a gastronomia local.
  • Época baixa durante o Verão (caso o Ramadão calhe nesses meses) com os hotéis a estarem vazios e muitas vezes com promoções especiais.
Contras
  • Durante o dia, especialmente à tarde depois de almoço, muitas lojas estão fechadas. Na Medina o comércio mantém-se ativo mas com menos intensidade, e fica difícil de encontrar algum sitio para comer.
  • Comer e beber na rua não é nada bem visto pelo que para quem não pratica o Ramadão é necessário ter de o fazer um pouco às escondidas durante o dia.
  • Serviços como comboios e eléctricos são afectados, com horários reduzidos ou mesmo parando a circulação na totalidade durante a hora da quebra do jejum (entre as 19 e 20 horas, nos meses de Verão). Há que ter atenção redobrada para não ficar sem transporte.

Mesmo para quem não o pratica, o Ramadão é uma época especial de festa, que torna uma visita à Tunisia nesta altura ainda mais apetecível!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *