Tailândia e Cambodja em 17 dias | TAILÂNDIA | CAMBODJA

Para muitos (tal como para mim foi) esta é a primeira viagem ao Sudeste Asiático! Aqui está um roteiro de 17 dias que leva desde as cooking classes da Chiang Mai Tailandesa, aos templos Cambojanos de Angkor Wat, passando ainda por Ayutthaya, Bangkok e Phnom Penh. Fica por ver o sul com as praias e ilhas paradisíacas, mas tem-se sempre de deixar razão para voltar à região! 

Créditos

Conteúdo:
  • Nº fotografias tiradas – 1332
  • Nº clips de video – 486
  • Total de dados – 15,9 GB
Equipamento:
  • Sony RX-100
  • GoPro HERO4 Silver
Software de edição:
  • Final Cut Pro X
Audio:
  • Pretty Lights – One Day They’ll Know (ODESZA Remix)

Trajecto

Com três semanas para visitar os dois países, teve-se de criar uma rota que fosse o mais circular possível e que passasse por três pontos chave da lista de sítios a visitar: Bangkok, Chiang Mai (para o santuário de elefantes), e Angkor Wat.

Bangkok serve de ponto de entrada na região, devido às muitas companhias aéreas europeias a terem voos diários para a cidade. Depois há Chiang Mai, com paragem obrigatória em Ayutthaya. Quatro dias na capital do norte Chiang Mai e próximo destino Cambodja. A AirAsia tem passagens baratas Chiang Mai – Siem Reap mas uma viagem por terra é muito mais gratificante. Depois de Angkor salto para a capital Phnom Pehn (numa viagem de autocarro interminável) com regresso depois para Bangkok, desta vez de avião para poupar tempo, para mais um par de dias na capital antes do voo de volta à Europa.

Segue em baixo, a sugestão de roteiro para uma viagem à Tailândia e ao Cambodja ao longo de 17 dias (ilustrada no mapa na figura acima).

Dia 1: Bangkok

Chegada de manhã à cidade. Deixar malas no hostel/hotel e explorar a capital, visitando os marcos principais: Wat Pho (budda deitado), o Palácio Real, Golden Buddah, etc. Terminar o dia no caos turístico de Khao San Road.

Dia 2: Bangkok

Continuar a explorar a cidade. Visitar a Chinatown local, o mercado das flores, e passear pelo rio. Visitar o enorme MBK e ver o que é um centro comercial asiático.

Dia 3: Bangkok

Último dia para explorar a capital. Visitar o Chatuchak Market e as ruelas e recantos do centro. Ir à outra margem e ver o Wat Arun.

Dia 4: Bangkok – Ayutthaya – Chiang Mai

Acordar cedo e apanhar um comboio para Ayutthaya de manhã. Alugar um tuk-tuk para o dia e explorar todos templos e stupas da cidade antiga até ao final da tarde. Ao inicio da noite apanhar um comboio noturno para Chiang Mai (mais de 10 horas de viagem, mas confortável).

Dia 5: Chiang Mai

Chegada a Chiang Mai de manhã. Explorar toda a cidade, com foco na zona dentro das muralhas (muitas ruelas por descobrir). Ver o Wat Chedi Luang e o Wat Phra Singh. 

Dia 6: Chiang Mai

Sair de manhã para uma aula de culinária com a Thai Farm Cooking Class. Está incluída na aula uma ida a um mercado local bem como uma manhã/tarde no meio do campo a aprender como cozinhar pratos tradicionais tailandeses. A meio da tarde, já de regresso à cidade, alugar uma scooter e visitar o Doi Suthep. À noite explorar um dos Night Markets da cidade.

Dia 7: Chiang Mai

Dia de visitar o elefantes ao Elephant Nature Park. Passar todo o dia no parque. Ao final do dia explorar os recantos de Chiang Mai. 

Dia 8: Chiang Mai – Bangkok

De manhã passear pela cidade uma última vez e a meio da tarde apanhar um comboio (que se vai prolongar pela noite dentro) de volta a Bangkok.

Dia 9: Bangkok – Siem Reap

Chegada a Bangkok antes do sol nascer e apanhar um outro comboio em direcção à fronteira (Aranyaprathet) com o Cambodja. Atravessar a fronteira a pé ao final da manhã, e já no Cambodja (Poipet) apanhar um autocarro para Siem Reap durante a tarde. Chegar a Siem Reap ao inicio da noite.

Dias 10/11/12: Siem Reap 

Visitar os templos de Angkor. Alugar uma bicicleta e durante três dias explorar a área dos templos, visitando não só os mais conhecidos (Angkor Wat, Ta Prohm, e Angkor Thom) mas também os mais pequenos com muito menos turistas. Acabar o dia a jantar num qualquer restaurante da Pub Street de Siem Reap.

Dia 13: Siem Reap – Phnom Penh

De manhã apanhar um autocarro para Phnom Penh. A viagem dura cerca de 6 horas (com uma paragem pelo meio para almoço) por estradas muito mal tratadas, mas é uma oportunidade excelente para observar o interior cambodjano (que se percebe é muito diferente do caos turístico de Siem Reap. A meio da tarde chega-se à capital. Depois do check in no hotel/hostel (sugestão: arranjar alojamento no centro perto do Palácio Real, fica perto de tudo) visitar o Museu Nacional. Percorrer a marginal junto ao rio ao final do dia e jantar nas redondezas.

Dia 14: Phnom Penh

De manhã visitar o Museu do Genocídio Tuol Sleng (pesado emocionalmente) e almoçar no Toul Tom Pong Market. Apanhar um tuk-tuk para o Central Market ao inicio da tarde e visitar a zona. A meio da tarde visitar o Palácio Real. Ao final do dia passear mais uma vez na marginal junto ao rio, há sempre algo a acontecer.

Dia 15: Phnom Penh – Bangkok

Voo de regresso a Bangkok durante a manhã. Almoçar no Tha Tian Market, numa das tascas sobre o rio. Durante o restante meio dia na capital, explorar a mesma sem destino. 

Dia 16: Bangkok

Visitar o Golden Mountain Temple, regressar a Khao San Road, continuar a explorar a cidade sem grande destino (há tanto para ver em Bangkok que não vem nos guias e com que se dá de caras aleatoriamente).

Dia 17: Bangkok

Comprar os últimos souvenirs, almoçar o último Pad Thai, e apanhar o metro para o aeroporto para o voo de regresso a casa.

Preços

O custo de vida é bastante baixo na Tailândia, mais do que no Cambodja onde arredondam tudo ao dólar. Mesmo assim continuam a não ter comparação com os preços em Portugal. Com alojamento incluído, é fácil não gastar mais que 10 € por dia,  pois a alimentação e os transportes dentro das cidades são muito baratos.

Para se ter uma noção do que se gasta, e conseguir fazer umas contas por alto, partilho em baixo os preços médios de alguns itens essenciais.

Tailândia
  Preço médio
Água (1,5 L) 10 THB (0,25 €)
Fruta (vendida em sacos, cortada na rua) 20 THB (0,50 €)
Barco-táxi para subir o rio em Bangkok 14 THB (0,35 €)
Comboio Aeroporto – Bangkok 35 THB (0,90 €)
Metro de Bangkok 25 THB (0,70 €)
Aluguer scooter em Chiang Mai 200 THB (5 €) / dia
Comboio Bangkok – Ayutthaya 15 THB (0,40 €)
Comboio nocturno Bangkok – Chiang Mai 770 THB (20 €)
Viagem de Tuk-Tuk 80 THB (2 €)
Refeição ligeira (pad thai, fried rice) 60 THB (1,5 €)
Comida de rua 10 THB (0,25 €)
Cambodja
  Preço médio
Água (1,5 L) 1 $ (0,90 €)
Fruta 1 $ (0,90 €)
Duas bolas de gelado no Blue Pumpkin 2 $ (1,80 €)
Jantar em Siem Reap (beef lok lak) 3 $ (2,7 €)
Jantar em Phnom Pehn 5 $ (4,5 €)
Aluguer de bicicleta em Siem Reap 2 $ (1,80 €)
Autocarro Siem Reap – Phnom Pehn 16 $ (14,5 €)
Viagem de Tuk-Tuk 5 $ (4,5 €)

Alojamento

Relativamente a estadias, a qualidade do alojamento pode variar muito, mas nada que uma pesquisa no Booking não resolva. É ordenar por preço e filtrar os resultados da pesquisa para mostrar aqueles com pontuações acima de 6 ou 7. Não esquecer de olhar para os comentários dos hóspedes, e também para a sua quantidade (um hostel com pontuação 9,2 mas apenas 13 comentários pode não corresponder às expectativas). De certeza que se encontram coisas giras!

Hostel Cidade Preço/noite Notas
Oldtown Hostel Bangkok 4,5 € Melhor hostel em que estive até agora! Limpo, com condições brutais e ambiente descontraído. No centro da Chinatown, com cultura e animação por perto. A cinco minutos a pé de um 7Eleven para compras matinais e a outros cinco dos barcos-táxi para subir o rio até ao centro histórico. Ah, e a embaixada portuguesa fica também ao virar da esquina!
Loftel 22 Hostel Bangkok 6,5 € Pequeno, simpático, com um rooftop porreiro e um café no rés-do-chão. Muita comida de rua nas redondezas, não fosse também a sua localização Chinatown. Recomendo mesmo com o seu único senão: a insonorização dos quartos não era a melhor.
Dee Marc Chiang Mai 3,5 € Pelo que se paga por uma cama num dormitório não se pode pedir muito. A norte do centro de Chiang Mai, logo depois na muralha, hostel familiar em que se tem de deixar os sapatos à porta. O ar-condicionado funcionava no quarto e os lençóis da cama estavam lavados, e só por isso por mim está bom.
Dolphin Hostel Phnom Pehn 4,5 € Por cima de um restaurante no centro de Phnom Pehn, e mesmo tendo de se atravessar a cozinha para chegar à escada que dá para os quartos, consegue ser acolhedor no caos que é a cidade.
Velkommen Guesthouse Siem Reap 4 € Funcionários pouco simpáticos e o quarto/casa de banho não estava muito limpo. Mas com Angkor ali tão perto também não se passava muito tempo no hostel.

Links úteis:

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *