7 (das muitas) coisas para fazer em Bangkok | TAILÂNDIA

Bangkok é uma daquelas cidades que se ama ou se odeia, não há meio termo. Cidade com 8,2 milhões de habitantes espalhados por 1500 km², pode assustar quem lá chega pela primeira vez. O caos, os cheiros, as motas, a quantidade de gente na rua, pode ser o chamamento para alguns ou o que evitar para outros.

Tudo o que são cidades com esta dimensão tem no entanto um grande problema: o enorme número de coisas que se podem fazer. O que visitar? Onde ir? O que ver? Para ajudar a resolver esta questão, segue em baixo uma pequeníssima lista de coisas que gostei bastante de fazer na cidade, para servir de guia de visita desta magnífica cidade!

1 – Visitar o Grande Palácio Real

Residência oficial da família real tailandesa, o Grande Palácio Real faz jus ao nome. Grande, imponente, detalhado, é o expoente máximo do que a arquitetura real do país tem para oferecer. Dentro do recinto, para além da residência oficial, existe também um templo de paredes douradas, um stupa toda forrada a ouro, e ainda várias estátuas preenchidas com pequenos mosaicos de vidro colorido. Um festim para a vista que não pode ser esquecido numa visita à capital.

Preço: 500 bath (cerca de 15 €)

2 – Explorar o o recinto do templo de Wat Pho

Nas traseiras do Grande Palácio Real encontra-se o templo de Wat Pho. Ao nível do detalhe encontrado no recinto do palácio, também aqui se vê o que de melhor a arquitetura tailandesa tem para oferecer. Stupas trabalhadas, estátuas de várias formas e feitios, filas de estátuas de Buda douradas, altares banhados a ouro. Se se visita o palácio, tem de se visitar Wat Pho.

Preço: 200 bath (cerca de 6 €)

3 – Visitar o Buda deitado

Dentro de Wat Pho está uma daquelas coisas que provavelmente não existe em mais lado nenhum do mundo: uma estátua de Buda deitado, toda coberta de talha dourada, com 46 metros de comprimento! Esta estátua encontra-se dentro de um templo em que até as paredes merecem ser observados, tamanho é o detalhe com que estão pintadas. Sem dúvida no top de coisas a ver em Bangkok!

Preço: incluído no bilhete de entrada de Wat Pho.

4 – Usar os pequenos barcos para subir e descer o rio

Segundo a revista Forbes, Bangkok é a 8ª cidade do mundo em que se perde mais tempo na estrada devido ao trânsito. Apesar de ter uma boa rede de transportes urbanos (metro principalmente), esta não chega a todo o lado, especialmente à zona junto ao rio (onde está o Grande Palácio Real, Wat Pho, Wat Arun, etc.). No entanto, e para colmatar esta falha, existe uma rede de pequenos ferries que transportam pessoas ao longo do rio, desde a zona de Chinatown (e até mais a sul) ate à zona do palácio e Khao San Road. O que noutras situações poderia ser considerado como um passeio de barco pelo rio, em Bangkok é apenas mais um meio de transporte. Melhor parte: é super barato!

Preço: 15 bath (0,4 €)

5 – Provar comida de rua

Bangkok é sinónimo de street food! A cada virar da esquina há uma banca de rua a vender uma qualquer iguaria. Seja as espetadas servidas em sacos de plástico, o ananás cortado com mestria na rua, ou os woks com vegetais e especiarias que nunca se viu à frente. O desafio? Tentar provar de tudo um pouco!

Preço: entre 20 e 100 baths (0,6 € e 3 €, respectivamente)

6 – Ver o Buda dourado

O definitivo Buda dourado. Se em muitos casos a aparência dourada das estátuas é devida apenas a uma camada fina de ouro à superfície, aqui não é o caso. Todos os 4 metros de altura e 3 de largura desta estátua são de ouro maciço, perfazendo um total de 5 500 kg, com custo estimado de 225 milhões de euros. Também única no mundo, vale sem dúvida uma visita.

Preço: 40 bath (1,2 €)

7 – Passear por Khao San Road

Epicentro da onda backpacker da Tailândia. Nesta rua cada canto é um bar, pub, hostel, ou outras coisas mais. É aqui que se podem fazer fatos à medida, comer escaravelhos e escorpiões, e fazer massagens mais ou menos duvidosas. É onde se pode comprar souvenirs e onde muitos turistas são enganados. É um ambiente interessante para se ver, se se conseguir suportar o mesmo!

Preço: grátis.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *