Viajar de autocarro em Myanmar | MYANMAR

Na viagem que fiz em Myanmar, o meio de transporte utilizado entre as cidades foi o autocarro. Viajar de avião estava fora de questão e a linha ferroviária do país está muito degradada. No entanto, e sabendo a fama que a condução tem no sudeste asiático (uma palavra – caos), há que garantir a segurança.

Existe um site muito bom que agrega todas as companhias e rotas de autocarros do país, o Myanmar Bus Tickets. Foi através dele que comecei a pesquisa/escolha de com quem viajar. E por entre blogs e sites de viagens, as reviews eram unânimes: a companhia que maior agrado trazia era a JJ Express.

Para fazer as reservas dos bilhetes com a JJ Express basta contactar a companhia pelo Facebook, enviar nome, data da viagem e número de passaporte, e está feito. Depois é só pagar no terminal dos autocarros da cidade de onde se vai partir e levantar os bilhetes. Foi o que fiz na altura e não tive problemas. Outra opção, é ir directamente ao terminal e comprar os bilhetes normalmente.

O autocarros são bons, confortáveis e não houve uma situação em que sentisse que não estava seguro. Numa das viagens, até a jantar oferecido tivemos direito numa área de serviço local. É dada uma manta a cada passageiro (durante a noite faz frio e eles teimam em ter o ar condicionado ligado) e alguns autocarros até têm ecrãs individuais onde dá para ver filmes. Recomendo vivamente esta companhia!

Viagens

Oferecendo várias rotas no país, fiz com a JJ Express Yangon – Bagan, Bagan – Nyaungshwe, e Nyaungshwe – Yangon. Foram viagens longas, a rondar as 8 horas cada. No entanto serviram para viver Myanmar de outra forma, quer pelas montanhas que atravessamos, quer por descobrir a vida numa área de serviço perdida no meio do país às 3 da manhã.

Percurso Preço Comentário
Yangon – Bagan 22500 Kyat (aprox. 16 €) A estação de autocarros de Yangon fica fora da cidade. Para lá chegar a opção mais viável é o taxi. A estação não é mais que um labirinto de ruelas, onde em cada uma estão dezenas de companhias. No entanto, basta indicar ao taxista qual a companhia que se está à procura e ele deixa mesmo à porta da mesma.

Partimos de Yangon ao inicio da noite e chegámos a Bagan antes do sol nascer. Chega-se suficientemente cedo para apanhar um taxi no terminal (que também fica fora da cidade), ir para o hostel, alugar uma scooter eléctrica, e ir ver o amanhecer no meio dos templos.

Bagan – Nyaungshwe 17500 Kyat (aprox. 13 €) A viagem entre Bagan e Nyaungshwe é feita durante o dia. Um mini-bus da JJ vai buscar os passageiros aos respectivos hostels e leva-os para o terminal. A viagem de autocarro é fantástica, com a paisagem a mudar gradualmente consoante nos afastamos de Bagan. Começa com zonas áridas, passa por cidades, sobe montanhas, e acaba no planalto antes de descer para Inle Lake. É feita uma paragem a meio caminho numa área de serviço para almoçar.
Nyaungshwe – Yangon 25000 Kyat (aprox. 18 €) A viagem entre Inle Lake e Yangon foi rápida para mim, que vim grande parte do caminho a dormir. É feita durante a noite, portanto não há muita paisagem para ver. Uma hora depois de sair de Nyaungshwe, o autocarro pára e é nos servido jantar (de graça!) num pequeno restaurante. Chegados a Yangon, ficamos outra uma vez na estação de autocarros da cidade. Mais uma vez, taxi até ao centro da mesma.

Sites úteis:

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *