Tarxien: dos templos pré-historicos às igrejas de prata | MALTA

Tarxien é uma das muitas localidades na periferia de La Valletta. Aglomerada à zona sul da capital, tem pouco mais de 8 mil habitantes mas uma oferta rica em história e cultura. É casa dos Templos de Tarxien, do Hipogeu de Ħal-Saflieni, e de uma lindíssima igreja de telhados de prata, dedicada ao Cristo Rei (em inglês Church of Christ the King). Está mais que apetrechada de transportes públicos e é óptima para um passeio durante uma tarde em Malta.

Templos de Tarxien

Os Templos de Tarxien são um complexo arqueológico datado de aproximadamente 3150 AC (mais de 5000 anos), que em 1992 foram designados como Património Mundial da UNESCO juntamente com outros seis templos megalíticos de Malta. São compostos por quatro estruturas, cada uma delas com diferentes estados de conservação, onde se pode observar gravuras esculpidas nos blocos de pedra bem como algumas estruturas semelhantes a portas de entrada nos templos.

Estes grandes blocos de pedra foram descobertos em 1914 por agricultores locais, que durante os cinco anos seguintes ajudaram na sua escavação e nos vários processos de restauro que foram levados a cabo. Como resultado, foi obtida uma enorme colecção de artefactos, incluindo até barcos, de onde se destaca a famosa Fat Lady, uma estatua com metro e meio de altura de pedra maciça que representa a Deusa da Fertilidade.

Hipogeu de Ħal-Saflieni

O Hipogeu de Ħal-Saflieni é um complexo subterrâneo constituído por várias grutas escavadas na pedra, onde outrora terão existido câmaras funerárias. Descoberto em 1902, os mais antigos artefactos encontrados no Hipogeu datam de 4000 AC, sendo que no entanto pensa-se que o mesmo tenha sido usado durante vários séculos, até 2500 AC.

Desde a sua abertura em 1908 foi visitado por vários milhares de pessoas, que Infelizmente afectaram o delicado ambiente dentro do local e consequentemente as várias pinturas nas paredes das câmaras. Por isso mesmo, e após a reabertura do Hipogeu (esteve fechado entre 1990 e 2000 para trabalhos de restauro), apenas 10 visitantes são permitidos dentro das câmaras por hora, num total de 8 horas diárias. Para limitar ainda mais a degradação de todo o local foi instalado um sistema que controla a temperatura e humidade que alerta quando estas ultrapassam níveis aceitáveis.

Igreja de Christ the King

Uma das igrejas mais bonitas, se não mesmo a mais bonita, de Malta é a Igreja do Cristo Rei (Church of Christ the King em inglês), paróquia da freguesia de Paola, que faz fronteira com Tarxien (a igreja fica em cima da linha que separa as duas localidades). Com várias cúpulas prateadas, é possível vê-la bem ao longe: existe uma rua vinda dos Templos de Tarxien que encaixa na perfeição na lateral da igreja e nas suas múltiplas cúpulas, originando um alinhamento e simetria perfeitos, ideais para uma boa foto!

O interior da igreja é modesto e tranquilo, como a maioria das igrejas de Malta. É um excelente lugar para descansar, pensar um pouco, e fugir ao calor que, caso se visite o país no Verão, muito provavelmente estará na rua!


Links úteis:

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *