Como comprar bilhetes de comboios Indianos online | ÍNDIA

Andar de comboio na Índia deve estar em qualquer to-do list de visita ao país. Aquelas imagens míticas de comboios sobrelotados de gente, onde até o tejadilho serve de lugar para sentar, ficam retidas na memória de qualquer um. Contendo cerca de 120 000 km de linhas férreas e transportando em média por dia 22 milhões de pessoas, o sistema ferroviário indiano é um dos maiores do mundo, e sem dúvida uma excelente opção para conhecer o país.

Apesar de estar muito mais evoluído e já permitir compra de bilhetes online, para um estrangeiro que o queira fazer, todo o sistema pode parecer um pouco confuso devido às diferentes classes de carruagens e tipos de bilhetes. Serve portanto este guia para ajudar e facilitar o processo!

Fica a nota que muita informação contida neste post foi originalmente retirada do site Seat61 (magnifico para pesquisa sobre viagens de comboio em todo o mundo), sendo depois complementada com a experiência pessoal que tive quando usei o serviço online da IRCTC.

Registar no site IRCTC

O Indian Railway Catering and Tourism Corporation Limited  é o site oficial de compra de bilhetes da Indian Railways, empresa do estado detentora de toda a infraestrutura e comboios da Índia (o equivalente à nossa CP – Comboios de Portugal).

Para comprar os bilhetes é preciso primeiro fazer o registo no site. Este processo antigamente englobava ter de enviar uma fotocopia do passaporte para a Índia via e-mail para ativação da conta, sendo que hoje em dia está muito mais facilitado.

1 – Iniciar o registo

O site da IRCTC – www.irctc.co.in – têm imensa informação e pode parecer confuso ao inicio, mas iniciar o registo é muito simples através do link Register no topo da página.

Depois basta preencher o formulário do costume com os detalhes pessoais (ID de usuário, nome, email, etc.), tendo atenção a alguns pontos:

  • assim que se mudar o país no campo Country irá aparecer uma nota a dizer que para o registo de números de telemóvel não indianos tem de se pagar uma taxa de 100 Rs (sensivelmente 1,3€) o qual será feito mais à frente no processo de registo;

  • existem alguns campos que não são obrigatórios pelo que não é necessário preencher tudo, basta preencher os campos com o asterisco vermelho;
  • o campo pin code é equivalente ao código postal, e tanto o State como City/Town e Post Office correspondem à cidade; 
  • quem não quiser receber spam na caixa de email não esquecer de remover o certo que já aparece por defeito no campo “Please inform me about IRCTC SBI Card through Phone/Email/SMS“;
  • não esquecer também de preencher o código Captcha de segurança, bem como confirmar que se concorda com os termos e condições do site.

No final da página clicar Register (e corrigir possíveis erros nos dados submetidos), e depois concordar que tanto o mail como o numero de telemóvel submetidos irão ser validados, clicando em “OK”.

Se tudo estiver certo irá aparecer uma página com a informação que o registo foi feito com sucesso. Ao mesmo tempo irá ser enviada uma SMS e um mail para o numero e conta de email registados, respectivamente.

Fica a nota que para grupos, apenas é preciso uma pessoa fazer o registo no site, visto ser possível agrupar um máximo de 6 passageiros em cada bilhete.

2 – Fazer o primeiro login e pagamento da taxa

Após o registo voltar à página principal e fazer o login com os dados da conta criada. Após os dados serem aceites irá aparecer uma página com a indicação que é necessário pagar a tal taxa de 100 Rs por se estar a usar um numero de telemóvel não indiano.

Selecionar a opção de pagamento “International cards (Powered by ATOM)” e clicar em “Make Payment” para se ser redireccionado para a a página onde se tem de inserir os dados do cartão bancário.

Inserir os dados do cartão de crédito (que por segurança deve ser um virtual, feito usando MBWay, Revolut, ou outro método idêntico), bem como os dados de faturação (não têm de ser os verdadeiros, mas tem que se inserir qualquer texto para o pagamento ser aceite.

Nota: não demorar muito tempo a preencher os dados visto que a página expira passado um tempo limite. Caso isto aconteça basta regressar à página principal da IRCTC, voltar a fazer login e recomeçar o processo de pagamento da taxa.

Caso tudo corra bem e o pagamento seja aceite (no meu caso usei MBWay e não tive problemas), irá aparecer uma página para validar tanto a conta de email como o numero de telemóvel.

3 – Validar número de telemóvel e email

Validar o número de telemóvel e conta de email é bastante simples (contrariamente ao que se tinha de fazer antigamente). Começando pelo número, basta clicar em “Verify Mobile with OTP” para segundos depois se receber uma mensagem com código de validação.

Basta inserir este código com campo “OTP”, clicar em “Submit the OTP code” e está feito, número de telemóvel validado.

Nota: no exemplo que dou aqui uso um número de telemóvel das Filipinas (por ser onde estou à data de escrita deste artigo), mas o processo funciona na mesma com um número português.

Para validar o email, os passos a seguir são idênticos, com o código de validação necessário a introduzir no site a ir parar à conta de email.

Com número de telemóvel e email validados já é possível aceder à plataforma de compra de bilhetes através do login normal no site da IRCTC.

Comprar bilhete

Após o login no site, existe todo um menu de opções, mas o que interessa mesmo é a coluna da esquerda onde está a caixa de pesquisa. Aqui escolhe-se a estação de origem e destino e a data da viagem (não esquecendo de por check no Flexible with date para nos resultados aparecerem mais opções).

Após clicar em “Find Trains” irá aparecer uma tabela com a listagem de todos os comboios disponíveis entre as duas estações. Primeiro aparecem os comboios para o dia especifico escolhido e, por ter sido activada a opção de ser flexível na data de partida, irá também aparecer uma tabela por baixo (depois da aba “Alternate Trains”) com todos os comboios que irão fazer o mesmo percurso mas noutros dias da semana, alargando assim as opções de escolha caso o que se queira inicialmente já esteja esgotado.

Após identificar o comboio onde se quer fazer a viagem (notar na hora de partida, chegada, e duração) segue-se a escolha da classe do bilhete para avaliar a sua disponibilidade.

Como uma imagem vale mais que mil palavras, e em vez de fazer uma descrição exaustiva dos vários tipos de carruagens, segue o link para o Seat61 onde se podem ver fotos dos diferentes tipos de carruagens associada a cada classe: www.seat61.com/India – Train classes

Nota: das viagens de comboio que fiz na Índia, fui em CC – AC Chair – nas de curta duração (menos de 3 horas de viagem), e em 3A – Air-conditioned 3-tier – nas de longa duração, e posso dizer que ambas as classes são muito confortáveis. Na 3A escolhi o beliche de cima que, apesar de não ter espaço para estar sentado pois a cabeça bate no tecto, oferece alguma privacidade para dormir.

Com o comboio e a classe escolhida, clicar em “Check availability & fare” para ver a disponibilidade de bilhetes para o dito par, sendo que por baixo de cada data irá aparecer um de três estados: Available, RAC (Reservation Against Cancellation), ou Waitlist.

Cada estado significa o seguinte:

  • Available: existem lugares vazios na carruagem, e na compra de um bilhete deste tipo há garantidamente lugar (ou cama) no comboio;
  • RAC: o comboio está teoricamente cheio, mas com um bilhete RAC é possível embarcar no comboio e ser atribuído à posteriori um lugar pelo revisor;
  • Waitlist: todos o bilhetes do tipo Available e RAC foram vendidos, sendo apenas possível comprar bilhetes em lista de espera. Não é possível viajar com um bilhete deste tipo, mas existe a possibilidade de ser promovido a Confirmed ou RAC se outros viajantes cancelarem as suas viagens. Caso o bilhete em Waitlist não seja promovido, sendo assim impossível de viajar, o preço do mesmo é reembolsado.

Escolhida data em que se quer viajar, falta só preencher um formulário com a informação relevante do(s) passageiro(s) a quem o(s) bilhete(s) se destina (de notar que se pode adicionar mais passageiros à compra clicando em “+ Add Passenger” por baixo dos campos Nome, Idade, Género a preencher).

Por fim basta confirmar uma última vez o pedido feito e proceder ao pagamento.

Existem várias opções e meios de pagamento, mas para estrangeiros só uma é possível: novamente o International cards (dentro da aba “Multiple Payment Services”).

Inserir os dados do cartão, fazer o pagamento, e já está. O bilhete é enviado para o email, e pode ser também consultado no site. Depois basta fazer download do ficheiro PDF, guardar no telemóvel e/ou imprimir, e levar durante a viagem para mostrar ao revisor e ser validado.

E pronto, está feito. Não é o processo mais simples de sempre, mas o que se perdem em tempo e logística antes de viajar, ganha-se em experiências e histórias para contar.

Dicas extra

  1. Ter atenção à estação de partida do comboio que se comprou. Muitas cidades têm mais que uma estação de comboios e é fácil cometer o erro de ir de taxi ou auto-rickshaw para outra que não a que se quer. Nova Delhi por exemplo tem várias, e New Delhi Trainstation é diferente de Delhi Trainstation.
  2. No caso de o comboio no qual se pretende viajar já não tiver bilhetes disponíveis, tentar pesquisar por estações próximas do local de origem e partir em vez daí. Um exemplo comum é no comboio entre Agra Fort e Varanasi Junction, que enche rapidamente. No entanto existem outros com o mesmo destino que passam pela estação de Tundla, a cerca de 25 km de Agra, que não são tão concorridos. O truque é fazer a viagem de tuktuk até lá (cerca de 40 minutos, 500 ₹, aprox. 6€), e apanhar o comboio alternativo.
  3. As carruagens dos comboios têm identificadas na lateral a respectiva classe que lhe está atribuída. Atenção que os comboios são grandes e não ficam muito tempo parados na plataforma portanto é preciso ser rápido a identificar a carruagem que se quer e entrar.
  4. Os comboios indianos têm fama de se atrasar, por isso caso o escolhido não chegue exactamente a horas não é razão para estranhar. O meu record pessoal é de 3h30 de espera…

Artigos relacionados

11 comentários

  1. Ola
    Em breve estarei de partida para a India, mas não estou a conseguir comprar os bilhetes, será que é possível entrar em contacto comigo por email para ajudar?

    Obrigado

    1. Viva Carlos, claro posso ajudar, mas se não estás a conseguir comprar os bilhetes no site o melhor mesmo que tens a fazer é entrar em contacto com o apoio ao cliente deles. Não te respondem no minuto mas normalmente em 24h tens uma resposta. Se já estiveres na Índia tens sempre o balcão de informação para turistas em algumas estações, onde podes comprar pessoalmente os bilhetes.

  2. Obrigado pelas dicas, que foram fundamentais para conseguir fazer o registo. Acrescento o seguinte:

    Número de polícia: coloquei o de minha casa, a pesar de não indicar qualquer rua.

    Dados de Estado e cidade: coloquei Portugal e minha localidade.

    Telemóvel: segui a dica do Pedro, acrescentando um zero ao meu número, com o indicativo 351 (Portugal). Quando se faz login e vem recusado, o site pede para fazer a verificação de e-mail e telemóvel. Mas nessa caixa podem-se EDITAR os dados, pelo que retirei o zero a mais (ficando o número correto) e recebi o código pelo telemóvel e a validação foi feita sem problema.

  3. Olá Pedro,
    Muito obrigada por este artigo que é bastante útil.
    Em relação à primeira dica que dás, de ter cuidado com as estações de partida/chegada que escolhemos – como podemos saber as corretas? Já consegui descobrir de Delhi (New Delhi), Agra (Agra Cantonment) e Goa (Madgaon ou Vasco da Gama). Falta-me as restantes (Varanasi, Jaipur, Pushkar, Jodhpur e Udaipur).
    Obrigada!

    1. Olá Marta! Respondendo à tua pergunta, não há estação certa ou errada, depende sempre de onde queres partir e onde queres chegar. Há que ter é em conta a estação para que se está a comprar o bilhete para depois não ir para a errada no dia da viagem. Todas as cidades que falas têm várias estações, daí a necessidade de ter atenção. Uma forma de veres quais são as maiores estações da cidade é veres o numero de comboios que partem de lá (Agra Cant. vai ter muitos mais comboios do que Agra City por ex.). Usa o Google Maps para ver onde estão as estações, quais os comboios que que as atravessam, e qual a melhor para ti. É muito útil! Se tiveres mais dúvidas não hesites e diz!

  4. Alguém sabe se a taxa de 100r ainda se aplica, que eu registei-me o telemóvel e o email foram validados mas não me apareceu para pagar a taxa e não consigo comprar o bilhete.

    1. Olá Carolina! Usaste um numero de telemovel português? Os 100RPs são para os numeros internacionais. Não consegues comprar os bilhetes porquê? Em que parte és bloqueada? Logo no login? Diz-me que talvez te consiga ajudar!

  5. Boa tarde, adorei tudo o que escreveu, fiz tudo o que vc escreveu, mas na ultima parte do pagamento, quando pus para pagar, abre uma pagina pensa um pouco e depois ficou tudo em branco, e sempre que tento fazer o login, ele vai sempre parar a parte do pagamento

    1. Olá João! Poderá ter a ver com o cartão de crédito que estás a usar? Quando se faz o pagamento o site tem de comunicar com o banco para validar o cartão e pode estar a haver algum problema nesse processo. Já tentaste outro cartão?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *