Tróia Casablanca Bike Trip 2013 – Etapa 9: Doñana / El Puerto de Santa María | ESPANHA

Um dos melhores dias desta viagem! Com 30km feitos a pedalar pela praia deserta do Parque Nacional de Doñana, só nós, o mar, e a fauna local, foi sem duvida alguma diferente e fantástico. Sabendo qual era o prémio (um dia de descanso depois deste terceiro sempre sem parar), apontámos forças a El Puerto de Santa María para saborear a merecida folga!

Percurso

Do parque de campismo Doñana onde ficámos a pernoitar, basta virar à direita e continuar no caminho que no dia anterior nos tinha trazido até ali. Não há muito que enganar, o percurso é recto, sem grandes subidas, e a ciclovia continua por mais alguns quilómetros até Matalascañas.

Chegados a Matalascañas basta seguir o caminho em direcção à praia através das casas. Existem placas com indicações pelo que é fácil chegar à mesma. No entanto só se deve entrar no areal na zona mais a sul da localidade, através de um pequeno passadiço de madeira. Aqui, e tendo em conta que se fez o trabalho de casa e a maré está a vazar, basta por as bicicletas na areia, ir em direcção à água e pedalar na areia molhada. Com a maré baixa esta está rígida o suficiente para aguentar com as bicicletas connosco em cima, caso contrário é impossível atravessar o areal.

Estes 30km em cima da areia foram sem duvida uma das melhores experiências desta viagem. Depois de se deixar Matalascañas ficamos sozinhos, só nós, as dunas, o mar, e as gaivotas. De vez enquanto lá aparece um pescador ou um jipe a atravessar o areal, mas na maior parte das vezes somos só nós. É fantástico!

Ao chegar ao fim do areal, mais a sul e perto de onde o Guadalquivir desagua no mar, é onde atraca o ferry que nos leva à outra margem. É fácil de identificar: existe um pequeno pontão e uma estrada à direita para dentro do parque (para a localização precisa ver o mapa em baixo). A viagem de barco é relaxante e chega-se facilmente a Sanlúcar de Barrameda.

Em Sanlúcar de Barrameda uma das primeiras coisas que se deve fazer é procurar por uma bomba de gasolina para, com água, tirar a areia das bicicletas, não esquecendo também de por um pouco de óleo na corrente. Depois da travessia pelo parque nacional de certeza que as bicicletas vão estar sujas (as nossas estavam!).

Depois de Sanlúcar até El Puerto de Santa Maria a estrada é, literalmente, sempre a direito (ver mapa!). Passa-se por uma fábrica da Airbus a meio dos 20 km que separam as duas localidades. É um caminho bonito para fazer ao final do dia. A estrada é boa, não passam muitos carros, e a paisagem é muito típica de Espanha, com as terras cultivadas até perder de vista. Chegados ao destino, o parque de campismo fica para a direita na entrada da cidade, na zona sul da mesma junto ao mar (é fácil de lá chegar, basta seguir as indicações).

  • Distância total: 84,4 km
  • Elevação máxima: 62 m
  • Elevação minima: 1 m
  • Subida acumulada: 613 m
  • Duração: 11h : 20m : 27s

Alojamento

O Camping Las Dunas Playa é simples, tem boas instalações e muita sombra. Fica a 2km da praça central da cidade onde estão os restaurantes, com o caminho a fazer-se por um passadiço com muita animação e vendedores locais. Único senão mesmo é os mosquitos: durante a nossa estadia (por ser Agosto) eram muitos.

Link: http://www.lasdunascamping.com/

Gastos do dia

Devido à oferta ser pouca (na realidade só existe mesmo um barco) o ferry que liga a praia do Parque Nacional de Doñana à vila de Sanlúcar de Barrameda é caro. Sim são 10€ por uma viagem de pouco mais de 15 minutos numa embarcação que leva um carro e uma mão cheia de pessoas sentadas. O camping é barato tendo em contas as experiências anteriores. E por fim o que talvez foi o maior gasto em alimentação de toda a viagem, com, em jeito de férias, um excelente jantar num dos restaurantes locais do centro de El Puerto de Santa María.

Preço
Supermercado em Matalascañas 4,80 €
Ferry para travessia do Rio Guadalquivir 10,00 €
Camping Playa las Dunas em El Puerto de Santa María 9,05 €
Jantar no restaurante El Asador 17,00 €

Total: 40,85 €

Dicas da etapa

  • Atravessar o areal de Doñana: fazer o percurso pela praia só é mesmo possível durante a maré baixa, quando a areia está molhada e rígida e aguenta com a bicicleta. Há que fazer o plano para chegar a Matalascañas na maré baixa na praia. Ver aqui a tabela de marés para o porto de Sanlúcar de Barrameda: http://www.tablademareas.com/es/cadiz/sanlucar-de-barrameda#_tabla_mareas
  • Travessia do Guadalquivir: existem vários ferrys que trazem turistas de Sanlúcar para o parque de Doñana e vice-versa. Para atravessar o rio basta apanhar um desses barcos. Ver mais informação aqui (na secção “Visitor information”): http://www.sanlucar-de-barrameda.com/donana-national-park/

Restantes etapas

Artigos relacionados

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *